12/05/2020

Como se faz

Para fabricar etiquetas autoadesivas em contínuo, o primeiro de que precisamos é de fornecedores de matéria-prima em bobina (papéis, películas, sintéticos…). Também precisamos dos fabricantes ou distribuidores de tecnologias de impressão para este tipo de materiais, assim como das empresas que fornecem tintas, vernizes, adesivos, clichés ou troquéis, necessários para realizar os acabamentos das etiquetas. Muitos destes fornecedores são colaboradores diretos e representam uma parte muito importante da Aifec.

Com os elementos que estas empresas nos proporcionam, papel, máquina para a sua impressão, tinta, cliché e troquel, conseguimos realizar etiquetas para clientes de qualquer setor que o proponha, como etiquetas para logística, alimentação, bebidas, têxtil, automoção, produtos gourmet, óleo, cosmética ou farmácia, entre outras.

Atualmente, são seis os tipos de impressão que melhor funcionam no nosso setor: impressão digital, offset, seco e húmido, serigrafia, flexografia e gravação em relevo. Existe também a tipografia, mas o seu uso é muito residual.

Impresora offset

Impressora offset

Para além da impressão, os acabamentos que se podem acrescentar a uma etiqueta podem ser em relevo serigráfico ou baille, golpe seco, estampagem, glitter, troquéis especiais, tintas ou tintas termodinâmicas.